Bloggers Bleggers Blum!

Tem dias que eu tô bloggers daí aparece uns bleggers e eu fico blum mesmo!

A importância da presença do pai




macaco rosa

Meu marido é muito presente e atuante na criação e educação do nosso filho. Ele não é apenas aquele pai que faz as coisas apenas quando tem vontade: ele trocava fralda (quando meu filho ainda usava), dá banho, brinca, alimenta, dá bronca… Ou seja: faz as mesmas tarefas que eu faço.

O efeito disso vejo agora com mais clareza no meu filho: além, é claro, dele ser muito confiante e feliz, observo no seu brincar o quanto um dia ele poderá ser um pai tão bom e amoroso quanto o pai dele é com ele. Normalmente, um menino que cresce sem ver o pai fazendo as mesmas atividades que a mãe, dificilmente representaria esses cuidados em uma brincadeira, pois já começa a considerar isso como “coisa de menina” e, mais para frente, “obrigação da mãe, da mulher”.

Nesse dia ele cuidou do macaco, que era da mamãe muito antes dele nascer: deu “papá”, “tetê”, banho, colocou fralda e pôs para dormir, dando beijinho e ligando a musiquinha, depois pedindo que eu fizesse silêncio, para não acordá-lo. Todas essas tarefas o pai também faz com ele, e o colocamos juntos à noite na cama, toda noite, sem exceção. Fiquei extremamente orgulhosa e feliz tanto por ele, quanto por meu marido. A presença dele na criação e educação do nosso filho é definitivamente um influência muito positiva. Depois do macaco, ele fez a mesma coisa com um Mickey de pelúcia que ele tem. Eu perguntei se ele era o papai dos brinquedinhos dele, e ele disse que sim.

E outra: apesar do macaco ser cor de rosa, meu filho disse que ele é menino, pois tem “pipi”. Isso mostra que ele está crescendo em um ambiente livre de preconceitos e pré-conceitos. Procuro sempre mostrar para o meu filho que todos nós temos os mesmos direitos e deveres, e que todos nós somos perfeitamente capazes de fazer de tudo. Fico muito satisfeita em saber que aos 3 anos de idade esta sementinha que plantei em sua mente já está começando a dar bons frutos.

Se queremos um futuro melhor para nossos filhos, temos que prepará-los para isso!

RSS 2.0 | Trackback | Comentar

Comentarios desabilitados.