Bloggers Bleggers Blum!

Tem dias que eu tô bloggers daí aparece uns bleggers e eu fico blum mesmo!

Comportamento Difícil




birra

Desde o ventre eu dizia que meu filho não seria uma pessoa fácil de lidar. Eu só não contava que isso aconteceria já aos 8 meses de idade.

Ele é forte, muito forte. Não forte de gordo. Forte de força mesmo. Segurá-lo no trocador, sentado ou em qualquer outra atividade que ele não queira fazer, é um suplício. E agora que ele começou a andar, então, está mais difícil ainda.

Mas principalmente, quando é contrariado, o bicho pega! Se, por exemplo, ele pega algo que não deve pegar, e nós dizemos “esse é caca, não pode”, tiramos o que ele pegou da mão dele, ele abre o berreiro. Aí, quando damos para ele outra coisa, mas que ele pode pegar, ele atira longe, e o berreiro continua. E não é um berreiro simples. Se ele estiver sentado no chão, ele fica batendo as mãozinhas no piso, extremamente nervoso.

Eu não sei se isso é comum na idade dele. Claro que é normal demonstrar sentimentos e necessidades, mas não sei se com essa intensidade já acontece aos 8 meses de idade.

Tente dar algo pra ele comer ou beber que ele não esteja com vontade na hora: tudo é atirado do outro lado do cômodo, seguido de muitos, muitos gritos. E fazê-lo sair desse estado não é fácil.

O resultado disso tudo é um estresse absurdo, tanto meu, quanto do meu marido. Nem minha mãe sabe mais como lidar com ele. Está ficando cada vez mais difícil.

A pediatra diz que eu não posso deixa-lo “montar” em mim, e que, se é preciso fazer alguma coisa, como por exemplo, limpar os dentinhos, não tem essa de “ele não deixa”: eu tenho que segurá-lo e pronto. Fácil falar… Difícil é fazer isso todos os dias, depois de cada refeição, e segurar um bebê extremamente forte, sem machuca-lo. Aliás, esse é o meu maior medo: machuca-lo ao segurar em um desses momentos de rebeldia.

Estou pensando em consultar uma psicóloga pra saber como agir nesses momentos. Devo ignorá-lo quando ele age assim, até que ele se acalme sozinho? Como fazer para acalmá-lo quando nada parece surtir efeito? Porque apenas abraça-lo e fazer carinho não está mais resolvendo. Ele se lembra do que foi impedido de fazer e do que realmente quer fazer. Não adianta tentar despistá-lo: ele sempre volta a tentar impor sua vontade.

É… Não é fácil… Definitivamente não é!

RSS 2.0 | Trackback | Comentar

Comentarios desabilitados.