Bloggers Bleggers Blum!

Tem dias que eu tô bloggers daí aparece uns bleggers e eu fico blum mesmo!

Diário da Reforma – A Decisão




Acho que todo mundo sonha ou um dia sonhou em ter a sua própria casa, com a sua cara, seu jeito.

Depois de 13 anos eu e meu marido estamos finalmente realizando esse sonho.

E ele começa da seguinte forma: no início dos anos 80 meu pai comprou um terreno em uma cidade do interior de São Paulo. Na época morávamos na capital, e ele juntou todas as economias feitas até então para realizar o seu sonho: ter uma casa de campo, que seria nossa moradia quando ele se aposentasse.

E assim começou uma incrível jornada, até que finalmente meu pai visse seu sonho concretizado. Foi a primeira vez que ele construiu algo do zero.

Eu era muito criança, e ele comprou o terreno sem contar para a minha mãe. Seria uma surpresa. Todo final de semana ele me trazia na obra, enquanto minha mãe achava que nós estávamos num parque de diversões. Ele me pediu segredo. E foi o primeiro grande segredo que guardei.

A felicidade foi enorme quando revelamos a surpresa para minha mãe. Ainda me lembro do “churrasco em comemoração à colocação da laje”, uma espécie de superstição, que toda obra tem que ter. Chovia muito! Estava num único cantinho da casa em que me molharia menos, junto com a cachorra.

De lá para cá, a casa sofreu algumas alterações. Todas cosméticas. Foi transformada em casa de hóspedes com quarto de ferramentas em anexo, depois parentes moraram lá, até que quando nos mudamos de São Paulo para cá, ela abrigou minha avó, que mudou piso, alguns revestimentos, janelas… Enfim, a casa continuava a mesma, com a mesma “alma”.

Quando minha avó faleceu há 4 anos, família e amigos uniram forças para que eu e meu marido fossemos morar lá. Mas agora a casa de 2 quartos e um banheiro ficou pequena, pois estamos planejando aumentar a família.

Por muitos anos visitávamos lojas de material de construção e nos perguntávamos quando seria a nossa vez de ter a casa dos sonhos. Finalmente este momento chegou! E vou documentar aqui cada fase dessa longa e difícil, porém prazerosa, jornada.

Mas já aviso que serão muitos momentos sentimentais e emotivos. Não pelo bem material que será parte demolido, parte reconstruído, modificado. Mas sim por todas as maravilhosas lembranças contidas nesta casa, que não queremos perder jamais.

Espero que você goste e acompanhe!

RSS 2.0 | Trackback | Comentar

Comentarios desabilitados.